Em janeiro, a Rolls-Royce realizou com sucesso a primeira operação do Testbed 80, sua nova bancada de testes. De última geração, a Testbed 80 será a maior e mais inteligente estrutura de teste aeroespacial interno do mundo, quando for inaugurado oficialmente nos próximos meses.

Com uma área interna de 7.500m2, a bancada de testes conduziu sua primeira operação em um motor Rolls-Royce Trent XWB nas instalações de teste em Derby, no Reino Unido, um marco importante no projeto que está em construção há quase três anos e representa um investimento de £ 90 milhões.

Chris Cholerton, presidente da Rolls-Royce Civil Aerospace, disse: “Hoje é um marco importante em nossa jornada em direção a um futuro mais sustentável para a indústria aeroespacial e aviação. O Testbed 80 testará não apenas motores como o Trent XWB – o motor aero motor mais eficiente do mundo em serviço – mas também os motores e sistemas de propulsão do futuro, o que nos levará a dar mais um passo em direção à descarbonização. É ótimo que o primeiro teste de motor tenha sido um sucesso e estamos ansiosos pela inauguração oficial das instalações nos próximos meses.”

O Testbed 80 foi projetado para testar uma variedade de motores de hoje, incluindo o Trent XWB e o Trent 1000, mas terá a capacidade de testar o demonstrador UltraFan®, projeto da empresa para a próxima geração de motores ainda mais eficientes, bem como o sistemas de voo híbridos ou totalmente elétricos do futuro. A versatilidade da bancada de teste significa que é capaz de acomodar motores de todos os tamanhos, até 155 klbf de empuxo – potência suficiente para lançar um Boeing 747 com um (enorme) motor.

Como parte da estratégia de descarbonização, a Rolls-Royce também está empenhada em promover o aumento de escala dos Combustíveis de Aviação Sustentáveis ​​(SAFs), que já podem ser usados ​​como combustível “drop-in” em seus motores existentes. Para apoiar esse compromisso, o Testbed 80 está equipado com um tanque de combustível de 140.000 litros (você poderia encher seu carro quase 3.000 vezes com essa quantidade de combustível) para diferentes tipos de combustível, incluindo o combustível de aviação sustentável.

Os sistemas de dados dentro do Testbed 80 são mais capazes e complexos do que qualquer um dos testbeds existentes, entregando dados no tempo mais rápido e coletando dados de mais de 10.000 parâmetros diferentes em um motor, usando uma rede intrincada de sensores que detectam até mesmo as menores vibrações a uma taxa de até 200.000 amostras por segundo. Dados esses que ajudarão a entender melhor os motores, monitorando como cada componente se comporta em uma variedade de condições e, consequentemente, fornecendo insights cruciais para informar futuras melhorias do motor quanto à disponibilidade e eficiência.

A bancada de testes também abriga uma poderosa máquina de raios-X capaz de capturar 30 imagens por segundo e transmiti-las diretamente para uma nuvem segura, onde engenheiros de todo o mundo podem analisá-las junto com outros 10.000 parâmetros de dados que a empresa pode medir. A Rolls-Royce é o único fabricante de motores do mundo a fazer um raio-x de seus motores enquanto eles estão funcionando. Esse teste exclusivo permite à empresa inspecionar os motores em níveis mínimos de detalhes e obter níveis precisos de dados, garantindo uma operação de seus motores com 100% de eficácia.

Parte do desenvolvimento da nova tecnologia para o Testbed 80, especificamente para o UltraFan, foi apoiado pelo projeto PACE da ATI.


Fonte: Rools-Royce